Arquivo da categoria: Thaisinha

Quarta-feira é dia de Thaisinha Bebê *,

Oi lindezaaaaas , saudades ? sim ou sim ?
Fico me perguntando a quantas semanas eu não posto 😦 é que tá complicado !
aliás , complicado é sobrenome .
Estou numa fase nova, acho que posso dizer assim , não me deixei entristecer pelos resultados negativos …vou explicar , é que estamos a tanto tempo sem uma comunicação que fica complicado deixar vocês por dentro das novidades … vamos lá . Desde a véspera do Enem eu venho “colecionando” provas , e não tenho corrigido grande maioria delas , se não me engano só vi o resultado de Enem e Famema , no Enem eu fui bem , mas não como gostaria ( para mim enem é um mistério ) e Famema que prestei pela 1º vez *.* gostei muito do estilo da Puc elaborar suas provas … porém fui uma vergonha kkkk , na famema inglês conta muito para sua nota final e eu como adepta ao classudo ESPANHOL  acertei apenas 1 questão , nunca escondi que detesto inglês e nunca tive empenho para aprender (sim é uma vergonha , mas realidade ) tive unicampeeeeeee , unesp e ELAAAAAAAAAAA a  Fuvest , estou evitando ao máximo olhar comentários de cursinhos sobre as provas para não criar muitas expectativas sejam elas boas ou ruins .. pois ainda tenho a prova da Paulista ♥ para fechar com chave de ouro esse ano de 2011 .
E vocês , como estão lindezas da minha vida ? espero que bem , continuem nessa batalha de todos os dias pois como diria meu professor de Química graaaaaande Márcio menudo : TÁAAAAAACABANDOOOOOOO PESSOAL *.*

Beijo no Rim , cuidem de vocês para mim !
Qualquer coisa só me gritar no twitter : _Thacandido

Europe -Tomorrow é a Trilha sonora deste post
espero que gostem ♥

Anúncios

Enem/sentimentos …

Oi meus lindos , como estão ? espero que bem …
quanto tempo , quanta saudade , quantos acontecimentos nesses últimos meses UFFA ‘ correria e labuta federal J . Hoje eu vim aqui para deixar uma dica super bacana (ao meu ver) já que o Enem está chegando (não sei se fico feliz ou triste)  sei que a ansiedade bate na porta do coração e se apodera de tudo … e que a nossa vontade é de revisar até o mapa metabólico de lúcifer KK , brincadeiras a parte eu sugiro a vocês que façam simulados online o site é esse : http://vestibular.brasilescola.com/simulado/  o bom dele é que você pode montar seu próprio simulado , conforme sua segurança em relação as matérias . APROVEITEEEM !  Também gostaria de pedir encarecidamente que não levem salgadinho para fazer a prova do Enem (enem , fuvest , vunesp ….) ultimamente tem feito um calor gostosinho e já imaginou um ser humano levar um pacote de cheetos sabor queijo a abrir em uma sala sem ar condicionado ou ventilador ? UMA PESSOA DESSAS NÃO MERECE MEU PERDÃO !
Se joguem no Exame nacional do ensino médio , chegue na hora da prova e diga (em voz baixa por favor ) PERDEU ENEM .. ESSE ANO EU VIM COM A VONTADE DE 250 CAVALOS ENFURECIDOS kkkk  , sério meus beibes , desejo a cada um de vocês uma ótima prova e depois quero ver comentários felizes : “Thaisinha , acho que fui bem na P* do enem huhuhu “
combinado ?!

————————————————————————————————————————–

Bom , agora meu lado mais humano deseja contar tudo o que tem passado nesses últimos meses ..sei que nem sempre é bom ficar ouvindo chororo , e lamúrias mas assim como tenho um lado brincalhão tenho meu lado sentimental que não me deixa fugir da MINHA realidade .
Assim como o Gabs que fez o ultimo post , eu não tenho frequentado muito o cursinho Não por preguiça , mas por que estou esgotada do mesmo ambiente … são 3 anos num mesmo local onde tive muitas alegrias .. tristezas .. chorei … xinguei … enfim , um lugar que agregou em mim grandes qualidades, mas que também me fez enxergar coisas que a Thais que entrou naquele cursinho com 16 anos nunca seria capaz de enxergar .
Continuo estudando em casa , minhas 8 horas fieis ! mas tenho em mim uma sensação de derrota … por não ter feito jus ao investimento dos meus pais . Me pego muitas vezes pensando “- Porra , você que no começo do ano estava chorando por não ter passado na Paulista , e seus pais juraram de pés juntos que iriam pagar mais um ano de cursinho e você faz isso ? joga o dinheiro deles fora? “ pois é meus anjos ,  vou dizer que ter me afastado do cursinho me fez um bem danado , mas em contra-partida me trouxe o sentimento de dever não cumprido .. decidi voltar a frequentar as aulas e terminar esse legado que não acabou … eu cultivo em mim a esperança e a vontade de realizar um sonho meu .. um sonho tão cheio de batalhas e lágrimas , mas que toda vez que eu pronuncio a palavra MEDICINA um sorriso brota .
Tenho tido conflitos em casa com meus pais , tenho tido conflitos com pessoas que sempre estiveram ao meu redor .. perdi alguns laços , ganhei outros .. uns estão frouxos , outros estão mais forte do que nunca !! e sabe qual a vontade que tenho toda vez que me olho no espelho ? de me perguntar como consigo suportar tanta oscilação na minha vida … a única parte do gráfico que é constante é minha Esperança e vontade de seguir em frente . E é isso que eu desejo a vocês : FÉ , VONTADE , ESPERANÇA . Pois sei que muitos de vocês devem estar em uma situação semelhante a minha .. não vamos deixar essa semente que está prestes a dar uma linda flor morrer antes de ver o quanto tem coisas bonitas lá fora ..
continuem na luta .. a vitória já está chamando pelos nossos nomes .

Obrigada pela atenção seus bunitos !
Um beijo estalado no Rim e me desculpem pela ausência

Thaisinha

A new star shining bright. […]

Essa música se chama DREAMS ARE MORE PRECIOUS da Enya , uma cantora
da qual gosto muito *.*


Vivos ‘

LINDOS !
Venho aqui pedir mil desculpas pela ausência , falo em meu nome e no nome dos meus companheiros do ESTAÇÃO . Agora faltando praticamente um mês para o Enem é que pedimos a ALAH mais tempo para estudar … não é por descaso nosso , mas o tempo cada vez mais curto e a neura cada vez mais intensa 😦 .
Acreditem sempre no melhor , eu gostaria que houvesse alguém para não me deixar desanimar , alguém que falasse sempre : ‘Thais , força na peruca que a vitória vem a passos largos’ tenho o apoio dos meus amigos VDMs , tanto do Blog como da Cmm , mas o essencial que é a familia me falta muitas vezes … por isso vim aqui tantas vezes , dar uma palavra de motivação a vocês , pq sei o quanto é complicado estudar , batalhar e dedicar-se 100% a uma coisa sem alguém que lhe dê ao menos uma palavrinha que faria toda diferença :’ FORÇAAAAA ‘ por isso venho aqui me desculpar pela ausência , e desejar a vocês toda força e coragem do mundo , garra e perseverança sempre ! Estamos com vocês nessa batalha , vamos comemorar juntos alegrias , e desabafar as mágoas .. pq isso aqui além de um Blog sobre o vestibular , é um espaço que usamos para mostrar nosso lado humano que tem virtudes e defeitos .

MIL BEIJOOOOOS nesses pâncreas , suas coisas ricas e bunitas *.*
Thaisinha

'A maior glória não é ficar de pé, mas levantar-se cada vez que se cai.' Confúcio


O Que Você Vai Ser Quando Crescer? (por Camilo Rocha Nascimento)

Durante o decorrer de minha existência, pude perceber que o ser humano é movido por projetos e êxitos. Aos projetos chamamos “sonhos”; aos êxitos, “vitórias”, e o projetar de toda uma vida sempre vem acompanhado de ações que determinarão o sucesso ou o fracasso desses empreendimentos.

Meu sonho começou quando me perguntaram, ainda em meus anos pueris, o que eu queria ser quando crescesse. Seria absurdamente normal para um menino responder que gostaria de ser astronauta, bombeiro, policial ou qualquer profissional que impressionasse o universo infantil. No entanto, sem titubear, respondia: “Eu quero ser médico.” Toda indumentária alva desse profissional e a capacidade de ajudar o próximo a exaurir a dor encantavam-me. Deu-se, então, o início de meu projeto.

Fui um aluno mediano durante meus estudos médio e fundamental, não tão aplicado e nem tão relapso. Mas sabia que essa minha escolha exigiria horas, dias e anos de estudos com afinco. Com a esperada formatura do ensino médio em 2000, veio o primeiro percalço: meus pais não possuíam recursos suficientes para me ajudar a prosseguir com os estudos. Fui, portanto, trabalhar no comércio de uma cidadezinha no interior do Mato Grosso. Mas o sonho de me tornar médico ainda ardia em meu coração.

Subitamente, tive a idéia de vender uma motoneta que possuía e, orando a Deus, fui para a cidade de Umuarama, no estado do Paraná, fazer meu primeiro ano de cursinho. Até ali, pensava saber “alguma coisa”… Nesta época, morei de favores na casa de minha avó, que, como eu, também não possuía muitos recursos.

Resolvi prestar vestibular para o curso de Agronomia na UEM, uma vez que meus pais não poderiam me manter no cursinho o tempo suficiente para passar em medicina. Enfrentando uma concorrência de dois candidatos para cada vaga, tive o desprazer de não acertar nenhuma questão de física: fui desclassificado! Fiz mais um semestre de cursinho e estudei com muito esmero essa matéria. Prestei novamente o vestibular para Agronomia na UEM, já com a concorrência de catorze candidatos para cada vaga. Acertando apenas 1 (uma) alternativa de física, fui o 10º classificado no curso e ingressei na faculdade.

Nessa época, fui acolhido por uma família cristã, que cedeu um quarto para que eu morasse. Fui tratado como filho naquele lugar, mas sentia-me incomodado por não poder ajudar com as despesas do lar. Lembro-me de que, nesse período, minha família vivenciava seus dias mais difíceis no Mato Grosso. Fiquei desesperado ao ligar para minha mãe e perguntei como estavam. “Tudo bem, Camilo! Acabei de cozinhar a última xícara de arroz, mas Deus providenciará mantimentos para amanhã.” Essa foi a resposta. Isso mexeu profundamente comigo. Senti que precisava fazer algo com urgência para continuar a estudar.

Descobri que ao lado da casa onde eu morava vivia uma senhora que fazia chocolates artesanais e tive a idéia de revendê-los. Negociando com ela, eu passaria a receber uma comissão pelas vendas. Comecei a levar os doces para faculdade e lá os vendia. Houve algumas vezes em que o chocolate me serviu de almoço e de passe de ônibus, que trocava com o cobrador na catraca da lotação. Mesmo assim, o único desânimo era estudar algo que, na verdade, não me agradava.

Certa manhã, acordei decidido a desistir do curso de Agronomia. Fiz o trancamento da matrícula e voltei para o cursinho. Muito me alegrei ao encontrar pessoas que acreditavam em meu sonho, e elas me abriram as portas para que eu vendesse os doces nos intervalos de aula. Dessa forma, eu pagava metade da mensalidade e avançava em busca de meu sonho. Foi então que me mudei para o quarto de uma igreja, cujo pastor me ajudou muito, e lá passei a viver. Era bem simples e humilde, mas eu não me importava.

As vendas dos chocolates iam muito bem, a ponto de me fazer conseguir pagar as mensalidades do cursinho para que meu irmão, que morava com meus pais no Mato Grosso naquele momento, estudasse. Fui me esforçando, e batalhando e, sobretudo, acreditando que com o trabalho aliado a fé seria possível concretizar qualquer sonho. Meu irmão, que me ajudava com a venda dos doces, aproveitou aquela chance para lutar por um novo futuro e felizmente passou no vestibular para Engenharia Civil na UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Hoje, está quase formado. Quanto a mim, continuei a batalhar pelo sonho da Medicina, mas na cidade de Cascavel-PR.

Fui abraçado por uma exímia equipe de professores, os quais sempre acreditaram em meus sonhos e me impulsionaram a continuar. O diretor do estabelecimento de ensino verdadeiramente me adotou. Certa vez, em mais um vestibular, pensei que havia chegado o fim dos meus sonhos. Ia tudo bem no decorrer de mais um concurso: as questões estavam, tecnicamente, fáceis. De repente, senti a necessidade de ir ao banheiro. Chegando lá, para meu desespero, o detector de metais indicou a presença de material suspeito. Ao ser revistado, fui encaminhado à supervisão do vestibular e, com palavras gélidas e cruas, ouvi: “Você está desclassificado por portar chaves em seus bolsos. Dirija-se ao portão de saída!”. A sensação que havia em mim era a de amputação. Confuso e transtornado, sentia como se me tivessem roubado uma parcela da vida, aniquilando um sonho.

Naquele momento, saindo desesperado da sala de provas, encontrei o diretor do cursinho, que me abraçou e chorou comigo ao saber da notícia. Fiquei absurdamente atordoado; não aceitava a idéia de ter que fazer novamente mais um ano de aulas por um motivo que a mim parecia tão injusto! Algumas realidades que enfrentei tomavam-me o pensamento violentamente, como o caminhar de 10 (dez) quilômetros diários para ir ao colégio, muitas vezes no frio e na chuva, sem dinheiro para pagar a lotação. Em tudo, porém, há um propósito estabelecido por Deus. Era essa verdade que me confortava.

Conversando com o diretor, fiz minha matrícula novamente e comecei a vender doces neste colégio também. Estudei com muita gana durante todo o ano de 2007 e, para minha alegria, ainda que momentânea, fui aprovado em Medicina na UFPel – Universidade Federal de Pelotas no Rio Grande do Sul. Conversando com meus pais e analisando a nossa situação, entretanto, chegamos à triste conclusão de que eu não poderia cursar, pois não teriam condições de manter a mim na cidade de Pelotas-RS e meu irmão em Cascavel-PR. Duro golpe: passei noites mal dormidas, aos prantos, olhando para meus livros e tendo vontade de queimá-los… Era como se tivesse uma jóia em minhas mãos, mas meus dedos fossem incapazes de segurá-la. Em desespero, pensei de tudo, da mudança de curso (quem sabe o Direito?) à entrega dos pontos. Quanta frustração! Foram momentos dolorosos.

Em uma tarde, fui ao colégio para conversar com o diretor, mas estava tomado de vergonha e hesitações para revelar aqueles planos. Acreditava que ele não compreenderia minha angústia. Ledo engano: uma vez mais, emocionado, encorajou-me a perseverar na conquista de meus anseios. Não seria probidoso abandonar meu sonho depois de tanto empenho. Deveria, na verdade, encarar mais um ano de sala de aula. Apoiado por pessoas que me amavam, retomei as rédeas da razão e continuei minha peleja.

Era o ano de 2008. As expectativas pela aprovação em um local onde pudesse morar e estudar haviam se intensificado. Com elas vieram também cobranças redobradas: eu era “obrigado” a passar, visto que já havia aberto mão de estudar em uma Universidade Federal. Alguns alunos me alcunharam “néscio”, outros sentiam pesar. Houve aqueles, também, que me pressionavam a passar de qualquer jeito! Corajosamente, estudei naquele ano com muito esmero e dedicação. Chegada a época dos vestibulares, alguns professores amigos me ajudaram, custeando e financiando algumas inscrições e viagens para mim.

Depois de realizadas as provas, comecei a sentir algo diferente: o sabor da vitória já me apetecia! Era como se eu já soubesse do resultado e, de antemão, meu coração já vibrava de felicidade. Em certa manhã, recebi uma ligação de meu pai, que se mostrou muito sério e me perguntou se eu estava bem e se eu estava deitado. Respondi que “sim” e, então, ele disse: “Então se levante agradecendo a Deus, porque você foi aprovado na Universidade Federal de Mato Grosso em 28º lugar!!!”

O sonho! Era a realização do meu sonho que havia chegado! Como explicar a euforia que essa notícia me trouxe? Simplesmente indizível! Em Cuiabá, eu teria como viver! A emoção era tamanha que me rendi às lágrimas. Mas não eram lágrimas quaisquer! Eram lágrimas que me faziam recordar em segundos todo o sofrimento por que passei.

Aprendi, com tudo que vivi em meus 25 anos de idade, que as vitórias e conquistas de um homem não são determinadas pelos percalços e intempéries pelos quais ele passa, mas pela maneira que esse homem age diante das circunstâncias. Projetei, lutei e conquistei. Hoje, sou mais feliz! Com muito esforço e com a ajuda de pessoas que acreditaram em meu sonho, venci o determinismo. Graças a Deus!

                                    Camilo Rocha Nascimento
(Acadêmico do curso de Medicina – UFMT 2009)

—————————————————————————————————–

Bom meus lindos , primeiramente gostaria de agradecer um dos meus pupilos do papo de aprovado Thulio Fernandes , ele me enviou essa história da qual tenho que expressar a gratidão por ter recebido e lido … e gostaria de agradecer ao Camilo Rocha , por permitir que eu divulgasse aqui no Estação essa linda história , sofrida mas linda  . Quando me deparei com esse texto me passou milhares de coisas na cabeça .. dentre elas uma frase que digo em alto e bom som TODOS OS DIAS quando acordo : “VAMOS A LUTA ATRÁS DESSE SONHO” mas quantas vezes eu já pensei em largar tudo e simplesmente desistir – quero que tudo se exploda ,  e hoje me deparo com a garra ,  perseverança raça e Fé do Camilo que por tantas vezes travou batalhas dignas de gladiadores todos os dias … mesmo sabendo que não ia ser fácil , e é graças a histórias como a sua Camilo, que Eu , fulano , ciclano , butrano e tantos outros ainda nos mantemos de pé ! acreditamos que só vamos vencer se lutarmos.

Bom esse foi o post da Thaisinha com ajuda de Camilo Rocha e Thulio fernandes
tenham uma ótima Quarta-feira
Beijo no Rim
Thais cândido

 


Segundo semestre batendo na porta !

Olá meus abores , como estão ? espero que bem
hoje quarta-feira dia de Thaisinha HUHUHU … as férias acabaram de começar e já estão dizendo adeus ?é isso mesmo produção ?! só choro …
Segundo semestre é sempre o mais corrido pessoal , as matérias vão ficando mais complexas (sim tem como piorar , sempre tem) a rotina vai ficando mais apertada , o friozinho na barriga vai ficando mais intenso e você só pensa em ESTUDAR , ESTUDAR , ESTUDAR olhamos para o relógio e cadê o tempo ?! é o único que não dá as caras no segundo semestre ! a partir de agora são 4 meses (dependendo do vestibular/exame) de pura Raça , é agora que temos que mostrar que não viemos a passeio e estamos correndo atrás dos nossos sonhos
com garra e determinação … a dica é : mantenham a firmeza nos estudos e não deixe que a ansiedade tome conta de você por completo pois a hora está chegando e bitolar não é uma boa saída .
Você tem um ‘cronograma de estudos’? acho super válido preparar um cronograma para a segunda etapa dos nossos estudos , já que a
tendência é ficar mais corrido , já temos uma grade a seguir de Seg a Sáb .. no domingo permita-se praticar o ósseo ou algo que  seja do seu agrado (cinema , teatro , assistir aos jogos do seu time do coração : VAAAAAMO TRICOOOOOOLOR <3) enfim , faça algo para relaxar quero você 100% até o começo de 2011 ok ? o importante é continuar com a rotina de aulas , exercícios , apostilas e simulados sem afetar seu rendimento , quando ver que não está mais captando as informações necessárias descanse que amanhã é outro dia.
O Grande momento se aproxima (mais uma vez no meu caso) não vamos deixar a peteca cair agr , vamos ? CLARO QUE NÃO pensamento positivo , fé e determinação meus queridos ! não deixe que nada apague essa chama que mantem você de pé a essa altura do campeonato .

“SE VOCÊ NÃO ACREDITAR EM VOCÊ MESMO , NUNCA VAI TER UMA VIDA” – rOCK BALBOA

 

 

 

 

Ótima Quarta-feira
Thais Cândido – @Thaiistricolor
Cuidem de vcs pra mim
Beijo no Rim (:


PAPO DE APROVADO #8

Olá abigóóns , como estão ? espero que bem …
antes das apresentações , preciso agradecer a Lyna por me aturar
por quase 2 hrs em pleno domingo … mas é por uma boa causa né ?! rsrs , obrigada Lyna 🙂 e agora com vocês , esse papo de aprovado super bacana . Espero que gostem =D

Lyna Almeida , 18 anos – caloura da FMUSP

Lyna almeida

– LYNA ALMEIDA É?
hsuahsua..pooxa calma, deixa eu pensar , Lyna Almeida é uma pessoa extremamente falante e sorridente, às vezes em exceso, estou tentando melhorar isso..hehehe Nasci em Aracaju, Sergipe..morei no nordeste
até os 3 anos de idade , minha família paterna mora toda em salvador então sou muito dividida entre esses 3 estados (sp, ba e se). Sou meio brincalhona e às vezes idiota , mas de vez em quando eu dou umas surtadas e preciso chorar
no colo de alguma amiga ou da minha mãe . Extremamente sonhadora!

– POR QUE MEDICINA?
na 1º série eu dizia que ia ser pintora..,
algum tempo depois pensei em medicina e não abandonei mais essa idéia
a possibilidade de trabalhar com pessoas e poder ajudá-las me fascinava muito .. decidi que era o que eu queria pros meus dias . Em uma das férias de verão eu estava em aracaju e acompanhei minha tia que é enfermeira e trabalhava na ala pediátrica de um hospital público de lá , eu devia ter uns 9 anos..
eu olhava pros lados e via quanta gente podia ser ajudada e eu gostaria de saber poder ajudá-las , depois desse dia minha vontade ficou mais
forte de fazer medicina.

– QUANDO COMEÇOU A SUA LUTA PARA PASSAR NO VESTIBULAR ?
então, quando tava na 8ª série comecei a prestar atenção nos meus colegas de classe, eu sempre falava que queria medicina e no meu caso teria de ser em uma pública, meus pais não teriam como arcar com uma particular…percebi que no meu colégio os alunos de ensimo médio passavam as tardes ociosos, perdiam tempo com trabalhinhos de isopor,cartolina e etc ..
não sentia uma preocupação com vestibular e eu não tinha ideia do quanto, mas achava que passar numa publica exigiria esforço,ainda mais medicina
perguntei pros professores onde eles tinham se formado..sempre ouvia UNIP, FMU, São camilo e etc…
mas tinha um da PUCe outro da FEI que me incentivaram a tentar uma boa faculdade . Decidi que não dava mais pra continuar ali,
pesquisei colégios, sites na internet, noticias sobre o enem e etc..fui fazer colégio etapa no ensino médio , não tinha uma bolsa muito grande e era bem apertado pros meus pais, senti muita dificuldade em acompanhar no começo, mas não desisti continuei tentando e aos poucos fui melhorando mas o vestibular ainda era uma coisa distante estudava mais para provas (que aconteciam de no mínimo 4x por semana) no terceiro ano eu me dediquei absurdamente . Sabia que as chances eram pequenas, mas queria ter chegado ao fim do ano com a consciência tranquila de que tinha feito o que estava ao meu alcance … consegui nota pra passar em todas menos em medicina por um lado fiquei triste (MUITO, diga-se de passagem), mas fiquei feliz em ver a minha melhora , a psicopedagoga que me acompanhou no terceiro ano me falou  que eu fui a pessoa que ela mais viu crescer ao longo do ano .

– VOCÊ FREQÜENTOU CURSINHO ?
fiz um ano de etapa 🙂

– COMO ERA SUA ROTINA DE ESTUDOS ?
então variava muuito , no primeiro semestre eu fazia o MT (medicina total) um reforço que consumia minhas tardes estudava no cursinho a noite ,  fazia os simulados quando me enjoava eu ia pro centro cultural pra mudar de ambiente
no segundo semestre parei com o MT e comecei outro reforço,que era mais leve,com aulas só aos sabados de manhã .

– E AS DIFICULDADES , VOCÊ TINHA ALGUMA ?
eu tentava manter a materia em dia, mas o mt tinha me atrasado muito …
dai como tava atrasado, acabava tirando o dia para estudar tal coisa, priorizando o assunto que estava com mais dificuldade eu estabelecia metas para cumprir, e as vezes ia moldando elas de acordo com o meu rendimento em conseguir cumpri-las ou nao em agosto meu namoro acabou e isso me abalou muito fiquei estudando mais em casa . Ah, no segundo semestre comecei a fazer curso de redação tbm,  me ajudou bte, eu gostava de redação,  ela pode fazer uma diferença enorme na nota final do vestibular.

–  E NOS MOMENTOS DIFÍCEIS  ?
eu procurava algum Amigo pra desabafar, principalmente quando meu namoro acabou , assistia vídeos no youtube que me incentivavam, nessa epoca descobri o padre fabio de melo heuheuehue , as vezes procurava sair,me distrair
se nenhum amigo podia ir comigo, eu ia no cinema sozinha mesmo …de vez em quando umas baladas ou sair pra dançar tipo forró universitario , sentia que se eu tirava o sabado ou o domingo pra me divertir,conseguia voltar a estudar melhor durante a semana,rendia melhor segundo semestre foi mais tenso do que o primeiro .

– EM QUAL VESTIBULAR VOCÊ TEVE O MELHOR DESEMPENHO ?
passei na 1ª lista da pinheiros, da ufmg e da unirio(pelo enem..na unirio minha colocação foi a melhor dentre essas três,mas não lembro exatamente)
mas na ufmg passei pro segundo semestre dai depois fui chamada pro segundo semestre da ufrj(pelo enem de novo) e fui chamada na 2ª lista da unifesp.

– COMO FOI VER SEU NOME NA LISTA DE APROVADOS?
então, a primeira que tive noticias foi a da unirio eu tinha terminado de fazer a 2ª fase da ufmg dai tava no aeroporto pra poder viajar pra aracaju, tava dormindo dai acordei com meu celular tavam chamando meu vôo e tinha milhões de chamadas não atendidas , era minha tia avisando que tinha saido o resultado do enem e eu tinha passado na unirio eu fiquei feliz no avião a ficha começou a cair de que tinha acabado, de que não precisaria mais fazer cursinho
dai chorei e tals . Quando cheguei a familia tava toda feliz mas eu não estava feliz por completo não conseguia parar de pensar nos resultados de SP unicamp eu achava que não tinha dado, estava com um pouco de esperança na paulista e
achava que fuvest não tinha dado chorava muito nas vesperas dos resultados .. quando voltei pra são paulo ,vim chorando no avião porque não queria chegar em casa e ver  que meu nome não tava na lista da pinheiros era a que eu mais queria!era um sonho impossivel!!  foi o tempo de chegar em casa e ligar o computador, em 10 minutos vi alguem na vdm dizendo que a lista tinha saido
me tremi toda ..e meu pai tava no telefone comigo no emprego quando vi meu nome lá e embaixo MEDICINA USP eu não conseguia para de chorar e soluçar
e meu pai quase tendo um treco do outro lado do telefone pq eu não conseguia falar pra ele que tinha passado só conseguia chorar achava que era mentira que devia estar errado que não podiam fazer uma brincadeira de mal gosto dessas liguei pra minha mãe que ainda tava em aracaju pra avisá-la .
só não foi mais feliz pq meu irmão tava prestando direito e não tinha passado fui pro etapa cheguei lá e os veteranos estavam lá pra pegar a gente e levar pras clinicas meu tel não parava de tocar,era incrível nunca recebi tanto parabens,melhor que aniversário !! 🙂

– DEIXA UM RECADO PARA NOSSOS LEITORES/VESTIBULANDOS .
Não desistam! eu sei que as vezes é horrível, que você não aguenta mais ver aquela mesma materia e as pessoas de fora achando que você não consegue, mas força pra superar tudo isso! a sensação de um sonho realizado é unica, uma sensação muito maravilhosa e que faz valer todo o esforço,faria tudo de novo se fosse preciso! força que uma hora sua vez chega!

Lyna e Dr. Arnaldo

THE END ! rsrs

Bom pessoar , esse foi nosso papo de aprovado 8 , espero que tenham gostado assim como eu ,
a cada papo de aprovado que faço/leio é uma motivação a mais pra mim …

Boa semana
Até quarta-feira

Beijo no Rim
Thais Cândido


Sinto cheiro de “féeeeeerias” .

Oi meus aboores , tudo bem com vocês ? espero que sim
me desculpem pela ausência , mas é que esse primeiro semestre não foi fácil (pra quem foi ?! ) sabe a famosa SETEMBRITE? pois bem , ela me persegue .. espero que com esses 20 dias de férias a bendita me deixe em paz , bueno , vamos ao que interessa .
Alguns ainda vão ter aula (meu caso) outros já estão de férias , que tal aproveitar esses dias para colocar a matéria em ordem? mas uma dica , procure um meio termo entre estudar e descansar .. já que não podemos voltar das férias mais cansados , ou então voltar das férias totalmente desligados dos nossos estudos . Conciliar a diversão com os estudos nas férias é fundamental para um rendimento bom  , tenha em mente sua rotina nas férias , seus horários e como será o ritmo de estudoscada um sabe o quanto rende rs’ .
Beibes , muitos de nós caímos no erro de estudar apenas o que gostamos , mas acho que chegou a hora de focarmos nas matérias
em que temos mais dificuldade , já que as que gostamos temos a tendência de domina-las com maior facilidade , né?! não deixe nenhuma matéria de lado nesse recesso do cursinho , durante o dia varie as disciplinas assim você absorve muito mais informações , (ISSO VALE PARA MIM , MATEMÁTICA E FÍSICA LÁ VOU EU 😉 .
É isso galereees , aproveitemos as férias sem deixar de lado nossas obrigações né ?! , hoje o post está simples  (hoje = não é meu dia de postar) mas como estou varzeando nesse momento , resolvi deixar essas dicas , MIL BEIJOS.

Até Quarta-feira
Beijo no Rim
Thais cândido

PS : site do meu professor de matemática EDU mais conhecido como Jesus   http://www.matematicando.com.br/